(81) 3083-1938 | 3221-5928 | 9929-6344.

Rua das Pernambucanas, 282. Conj. 201. CEP 52.011-010 Graças, Recife - PE contato@ninar.com.br

História do Ninar

“O sujeito se constitui através da linguagem”.
 
Esta afirmação de J. Lacan, princípio norteador do seu campo doutrinário, foi tomado como o significante fundador do NINAR – Núcleo de Estudos Psicanalíticos.
 
Inicialmente nomeado Centro de Estudos Psicanalíticos da Relação Mãe-Bebê, o NINAR, conduzido pelo viés teórico-clínico de que a relação mãe-bebê é sempre relação ao Outro (J. Lacan), foi batizado com o nome atual. De todo modo, o significante mãe-bebê continua tendo sua razão de ser, o de indicar que inicialmente a mãe se identifica ao seu bebê, tornando-se freqüente e necessariamente uma “mãe-bebê”.
 
Os primórdios do NINAR foram estabelecidos na Maternidade-Escola do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros – CISAM, ligado à Universidade de Pernambuco – UPE, no princípio da década de noventa, quando ali teve início a observação de bebês. Em 1996, o Centro de Estudos Psicanalíticos da Relação Mãe-Bebê foi constituído, e, paralelamente ao trabalho desenvolvido na Maternidade, grupos de estudo, pesquisa e projeto e seminários teórico-clínicos entraram em funcionamento.
 
Em seguida, foi aprovado pelo CISAM o Projeto “Palavras em torno do berço”, que formalizava o que já vinha se desenvolvendo na Unidade Mãe-Canguru e Berçários da Maternidade-Escola: a intervenção precoce junto a pais e bebês. Nessa época, os integrantes do NINAR já realizavam atendimento clínico em seus consultórios.
 
Com o objetivo de trocar experiências e manter-se atualizado com as questões relativas à causa dos bebês, o NINAR tem participado dos Encontros Nacionais sobre o Bebê e dos Encontros Nordestinos sobre Psicanálise e Clínica com Bebês, bem como de encontros internacionais.