(81) 3083-1938 | 3221-5928 | 9929-6344.

Rua das Pernambucanas, 282. Conj. 201. CEP 52.011-010 Graças, Recife - PE contato@ninar.com.br

Pesquisa PREAUT Brasil

Pesquisa PREAUT Brasil
 
Clínica e Pesquisa em Interação e Comunicação na Infância
 
Em 1999, teve início na França a pesquisa Preaut (Programme de Recherche et d’Études sur l’autisme), intitulada “Avaliação de um conjunto coerente de instrumentos de determinação de perturbações precoces da comunicação que pode prever um distúrbio grave do desenvolvimento de tipo autístico” (Evaluation d’un ensemble cohérente d’outils de repérage um trouble grave du développment de type autistique).
 
Promovida pela Associação PREAUT, fundada na França em 1998, representada por seu Presidente Dr. Jean-Louis Sarradet, e pelo Programa Hospitalar de Pesquisa Clínica (ProgrammeHospitalier de Recherche Clinique – PHRC) de Strasbourg (Fr), coordenado pelo Dr. Claude Bursztejn, a pesquisa conta com a participação de pediatras e médicos da primeira infância que recebem bebês desde o nascimento para as visitas regulares do protocolo de saúde pública da França, de acordo com a sistemática dos serviços de Proteção Materno-Infantil (ProtectionMaternelleetInfantile-PMI).
 
A função dos médicos é, após receberem formação sobre a emergência do psiquismo no recém-nascido e sobre a metodologia da pesquisa, identificar sinais de perturbações precoces da comunicação nos bebês que comparecem às consultas regulares.
 
A partir de 2005, a pesquisa Preaut passou a desenvolver programas associados a outros países, como a Inglaterra, a Argentina e o Brasil. Em nosso país, o projeto, numa parceria com o Programme de Recherche et d’Études sur l’autisme, adotou o nome de Pesquisa PREAUT BRASIL – Perturbações precoces da comunicação na interação pais-bebês e seu impacto na saúde na primeira infância.
 
A proposta da pesquisa PREAUT Brasil, que tem como justificativa a capacitação de profissionais de saúde da rede pública para realizar detecção precoce de sinais de risco psíquico para o desenvolvimento da criança, é avaliar um conjunto coerente de instrumentos de identificação de perturbações precoces da interação e da comunicação que podem evoluir para transtornos graves do desenvolvimento, como o autismo.
 
Um dos resultados esperados é a habilitação das equipes neonatais e pediátricas para realizar detecção precoce de sinais de perturbações das interações iniciais pais-bebês, com a finalidade de possibilitar a intervenção clínica imediata e oportuna das famílias afetadas.
 
As equipes de pesquisadores distribuídas em diversas cidades brasileiras receberam capacitação para participar da pesquisa e um projeto piloto foi realizado em fevereiro de 2011, em Maceió (AL).
 
Em Recife, a pesquisa é realizada no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros-CISAM/UPE, onde o NINAR desenvolveu durante longos anos um trabalho voluntário de atendimento de pais e bebês. O NINAR participa da pesquisa como uma das instituições parceiras do Projeto Preaut.
 
A partir de 25.11.2009, a equipe interdisciplinar do NINAR passou a realizar, no Ambulatório de Seguimento de Bebês de Alto Risco, coordenado por Dra. Edla Cristina Araújo, reuniões preliminares com o objetivo de convocar interessados para participar da pesquisa. As reuniões se seguiram, no mesmo local, para leitura e discussão do projeto e de textos correlatos, com a presença daqueles que responderam afirmativamente à convocação, em sua maior parte pertencentes ao quadro do CISAM. Na oportunidade, interlocuções e debates a respeito do trabalho cotidiano de cada um na instituição eram desenvolvidos, proporcionando uma rica troca de experiências.
 
A coleta de dados, inicialmente realizada apenas no Ambulatório de Seguimento de Bebês de Alto Risco, coordenado por Dra. Edla Cristina Araújo, foi ampliada em 15.04.15 para o Serviço de Puericultura de Baixo Risco, nas consultas da puericultora Joana Pereira Neta. Com esta ampliação, tornou-se possível a realização de um estudo comparativo entre bebês oriundos do Ambulatório de Seguimento de Bebês de Alto Risco e bebês do Serviço posteriormente incluído na coleta de dados.
 
Um outro viés da pesquisa passa a ser a avaliação de bebês prematuros aos 4, 9, 12 e 24 meses de idade cronológica, e não apenas aos 4, 9, 12 e 24 meses de idade corrigida, com o objetivo de realizar um estudo comparativo entre os resultados encontrados nas datas de aplicação. Também foram criados mais duas linhas de pesquisa: (1) acompanhamento mensal de bebês incluídos na coleta de dados, visando à observação do desenvolvimento da criança mês a mês na relação com seu cuidador materno; (2) estudo comparativo entre bebês prematuros dos centros de saúde de Recife (CISAM) e Belo Horizonte (UFMG).
 
Em 13 e 14.04.2012 foi realizada a Primeira Capacitação dos pesquisadores do Recife, ministrada pela psicanalista Cláudia Mascarenhas (Bahia), com o título “Sinais Indicativos de Risco de Autismo”. A referida capacitação foi aberta ao público, tendo recebido profissionais do Recife e de outros estados. Também participaram profissionais e estudantes do Cisam e da UPE. A Primeira Capacitação foi realizada no Auditório Prof. Albérico D. Câmara, do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros-CISAM/UPE.
 
No ano seguinte, o Núcleo Recife (PE) realizou no dia 28.09.2013 a I Jornada Preaut Brasil “O que a clínica do bebê pode nos ensinar?”, com o apoio do Curso de Pós-graduação em Clínica Psicanalítica da Faculdade Frassinetti do Recife – FAFIRE.
 
A Segunda Capacitação ocorreu nos dias 13, 14 e 15 de março de 2014, e recebeu o título “Detecção e Intervenção Precoces na Primeira Infância”, para a qual foi convidada a Dra. Maria Cristina Abreu, Médica do Desenvolvimento (Preaut-Rio de Janeiro). A Capacitação foi realizada no Auditório Prof. Albérico D. Câmara, do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros-CISAM/UPE. Participaram da Capacitação profissionais e estudantes do CISAM e UPE, além dos pesquisadores localizados em Recife.
 
No período de 07 a 09 de agosto de 2014 o Preaut Brasil – Núcleo Recife (PE) organizou, com o apoio do Ninar, Fafire, Cisam/UPE e FACEPE – Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, o Seminário Internacional Preaut Brasil, com o título “O autismo e a importância da detecção precoce”. O Seminário compreendeu conferências, mesas redondas, minicursos e lançamentos de livros, e contou com a presença dos seguintes especialistas estrangeiros: Dr. Claude Bursztejn, psiquiatra infantil e Professor Catedrático da Faculdade de Medicina de Estrasburgo (França), Dra. Marie-Christine Laznik, Especialista na Clínica com Bebês e Psicanalista do Centro Alfred Binet (Paris-França) e Dra. Sandra Maestro, Especialista em Neuropsiquiatria Infantil e Psicanalista do Serviço da Criança e do Adolescente na Universidade de Pisa (Itália).
 
Na semana de 09 a 12.11.15, o Preaut Brasil – Clínica e Pesquisa em Interação e Comunicação na Infância (Núcleo Recife-PE), ofereceu o Curso de Formação para Educadores de Creches da Prefeitura da Cidade do Recife “Ações inclusivas na educação infantil: do olhar ao cuidar da criança”, realizado na Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Educadores do Recife – EFAER Prof. Paulo Freire. Participaram aproximadamente 280 (duzentos e oitenta) Agentes de Desenvolvimento Infantil (ADIs).
 
No mês de abril de 2016, foi realizado um conjunto de Seminários em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que recebeu o título geral de “Autismo: como fazer detecção precoce?”, nos dias 01.04.16 (FAFIRE), 04.04.16 e 15.04.16 (CISAM/UPE).
 
As reuniões científicas realizadas no CISAM/UPE às segundas-feiras (segundas, terceiras e quartas-segundas-feiras do mês) já se tornaram uma tradição. Na primeira parte do ano de 2013, um conjunto de Seminários, abertos ao público, foi oferecido na quarta segunda-feira de cada mês, de 10 às 12 horas. Em 2015 e 2016, os Seminários foram retomados, mas são destinados apenas à equipe de pesquisadores, visando à sua contínua formação (v. Programação Anual, na página Agenda).
 
Na primeira parte do ano de 2013, um conjunto de Seminários, abertos ao público, foi oferecido na quarta segunda-feira de cada mês, de 10 às 12 horas. Em 2015, os Seminários foram retomados, mas são destinados apenas à equipe de pesquisadores, visando à sua contínua formação (v. Programação Anual, na página Agenda).
 
O Projeto Preaut Brasil foi aprovado pelo Comitê de Ética do CISAM/UPE, cf. Parecer CEP/CISAM Nº 059/10, de 28.09.2010, Registro na CONEP FR 369045, CAAE Nº 0054.1.250.000-10, bem como pelos Pareceres CEP/CISAM S/N, de 25.10.13 e 08.04.14, estes últimos com base no Parecer COEP-UFMG, de 24.12.12, CAAE 0357.0.203.0000-11.
 
A Pesquisa Preaut Brasil – Núcleo Recife (PE) é coordenada por:
Severina Sílvia Ferreira, psicanalista, doutora em Linguística, pós-doutorado em Ciências da Linguagem.
Eunice F. L. Oliveira, neonatologista.
Luíza Bradley Araújo, psicanalista.
 
Atualmente, fazem parte da Pesquisa Preaut Brasil (Núcleo Recife-PE) os seguintes pesquisadores:
Anna Aline Coutinho – psicóloga
Daniely Siqueira Miranda – psicóloga
Edigleisson Alcântara – psicólogo
Edla Cristina Araújo – pediatra (CISAM/UPE)
Eunice F. L. Oliveira – neonatologista (CISAM/UPE)
Fábio José A. de Melo – psicólogo
Fátima Moreira Sales – pediatra (CISAM/UPE)
Giselle Liberal – pedagoga
Joana Pereira dos Santos Bandeira de Melo – psicóloga
Luana Cavalcanti Siqueira – psicóloga
Luíza Bradley Araújo – psicanalista
Manoel Queiroz – psicólogo, fonoaudiólogo
Maria da Apresentação Pinto de Abreu – neonatologista (CISAM/UPE)
Maria de Fátima Moreira Sales – pediatra (CISAM/UPE)
Maria Eduarda Salsa – psicóloga
Maria José Maquiné Celestino – psicanalista
Maria Júlia Souza – psicóloga
Mariel Rocha Lyra – psicanalista
Rafael Matias da Silva – psicólogo
Severina Sílvia Ferreira – psicanalista
Suzana K. Livadias – psicóloga.